"Cahier du Jour - Tome 2"

Chrysanthèmes.
Teresinka Pereira

*

 

FLORES VIVAS

 

Ele ve passar na rua

as pessoas com seus vasos de crisantemos.

Ele,

nunca vai ao cemitério;

“O cemitério é o vazio absoluto”

ele diz.

Desde muitos anos todos os dias,

em seu coração e em sua cabeça

Florecem os pensamentos

Por aquela que ele sempre amará.

Traduçao por Teresinka Pereira (14/11/2013)

___________

 

Teresinka Pereira,

President IWA (International Writers and Artists Association)

Ambassador at Large of the International States Parliament for Safety and Peace

Member of the American Civil Liberties Union

Member of the Council for Secular Humanism

Member of the United Nations Assoc. USA

and the Business Council for the United Nations.

 ___________

 

FLEURS VIVANTES

 

Il voyait passer dans la rue

Les gens avec leurs pots de chrysanthèmes.

Lui

n’allait jamais dans les cimetières.

« Le cimetière c’est le vide absolu »,

disait-il.

Depuis des années tous les jours,

dans son cœur et dans sa tête

Fleurissaient des pensées

pour celle qu’il aimerait toujours.

 

Nicolas SYLVAIN - Toussaint 1987)

 

___________

 

ARCADES MAJEURES

www.nicolas-sylvain.jimdo.com

 

Lettre reçue de tesesinka Pereira.

 

PARA OS ESTUDANTES – Ajuda aos estudantes francofonos dos paises extra-europeus  e de lingua francesa : revisão de teses, memórias, relatórios de estagios. Contactos : Facebook de Albert-Marie Guye (alias Nicolas Sylvain).

(Traduçao de Arsénia Viegas Fernandes).

 

Cf. « Communiqué » sur : www.albert-marie.be

 

E PRECISO MATAR O DIABO

 

(O bilhete de Sylvain)

 

A ciência vai fazendo progressos

em toda parte, irremediavelmente.

Séculos e séculos do que se acreditava

foram por água abaixo. Entretanto,

a gente ainda está morta-viva,

ferida nos anelos da vida

por todas as mentiras da história.

A verdade libertadora

reabilitada pela ciência

vai reduzir a nada o crédito

dos condutores dessa dança.

Ah ! que desastre. E de que vai viver

toda essa gente da Igreja

depois disso?

Por isso a Igreja inventou o Diabo:

Diabo na Franco-Maçonaria,

na Astrologia, na Arqueologia,

na clarividência, na Internet,

no carbono 14, nas experiências mortais.

Diabo na Ciência do Diabo da Ciência.

Diabo !

 

(Tradução de Teresinka Pereira)

 

_______

 

 

Jornal O Capital – ano WVIII – n° 168 – junho 2008.

 

 

GENETICA

 

O homem descendo da macaco

segundo a ciência.

O homem descende de Adão

segundo a Bíblia.

E eu, de quê, de quem descendo?

“O homem é um macaco que veste roupa”

disse Aragon.

Então verdadeiramente eu não sou mais

que um maccao em cambraia de linho.

 

(Tradução de Teresinka Pereira)